As referências são parte importantíssima de qualquer processo criativo de qualquer designer, artista e ilustrador que busca melhorar seu trabalho e crescer como profissional. Nós do Studio61 criamos a série Influências S61 e voltamos com o terceiro capítulo, que vai ajudar você a conhecer diversos designers gráficos para se inspirar e enriquecer cada vez mais o seu repertório.

Hoje, trouxemos os designers Jon Contino, Lester Beall e agência M/M Paris, com estilos únicos, trabalhos feitos para marcas e personalidades importantes e obras únicas. Confira agora estes incríveis desgners gráficos para se inspirar:

Jon Contino

Influencias61_JonContino_Designers_Pra_Se_Inspirar

Nativo de Nova York, Jon Contino é uma grande influência contemporânea no mundo do design (branding) e publicidade. Já produziu diversos trabalhos premiados para nomes e marcas conhecidas, como o escritor Stephen King e marcas como Coca-Cola, Nike, Jack Daniel ‘s, ESPN, entre outros. 

Victor Camargo, nosso colaborador que trouxe a referência, comenta porque é inspirado por Contino:

“Gosto muito dos trabalhos dele, principalmente como letrista e ilustrador. Acho que o estilo dele, baseado na caligrafia e numa experimentação tipográfica mais livre e orgânica (sem grids muito definidos), consegue trazer com maestria para o mundo do design e da publicidade, a cultura e o espírito urbano nova iorquino. O estilo próprio que ele criou, marcante e característico, é com certeza seu diferencial.
É fácil de identificar suas criações, assim como é fácil de apontar quando algo tem como referência Jon Contino. E ainda sim, dentro do seu próprio estilo, ele consegue apresentar um universo de criações, variações e experimentações em seus trabalhos que poucos designers conseguem.”

Se você gostou dos trabalhos do designer e quer conferir mais de sua obra, pode clicar aqui!

Lester Beall

Head_LesterBeall_Influencias61_Designers_Pra_Se_Inspirar

“The Pioneer”: Lester Thomas Beall (1903-1969) é o designer trazido por Igor Vazz, nosso diretor de criação. Foi um dos principais colaboradores do movimento moderno no design gráfico americano do século XX. Nasceu em Kansas City e cresceu em Chicago, onde estudou e se interessou por tipografia e elementos de design da Bauhaus. Mudou-se para Nova York e depois para Connecticut em meados da década de 1930, onde iniciou sua carreira como diretor de arte. Entre seus clientes estavam a International Paper Company, Merrill Lynch, e o New York Hilton. Beall é talvez mais conhecido por sua série de posters para a Administração de Eletrificação Rural do governo dos Estados Unidos durante os anos 30.

 

“O designer deve trabalhar com um objetivo em mente:  integrar os elementos de maneira que eles transmitam não apenas uma mensagem comercial estática, mas uma reação emocional.” – Esta é a passagem de Beall trazida por Igor Vazz, ao relatar o motivo do designer ser uma de suas influências artísticas, rica em cores, formas geométricas básicas, fotos recortadas do cotidiano americano, símbolos e pictogramas. – “Estamos falando de 1930!”, diz Igor.

Para ter acesso a mais obras do designer, o MoMA (Museum of Modern Arts) tem uma página dedicada a seus trabalhos.

M/M Paris

Head_Joao_Influencias_M/MParis_Designers_Pra_Se_Inspirar

O hipnotizante encarte do álbum Vespertine (2001) da cantora Björk foi o primeiro contato de nosso designer João Filho com Mathias Augustyniak e Michael Amzalag, dois artistas extremamente versáteis e diferentes, que conseguem trazer exclusividade e autenticidade para cada trabalho que fazem.

Sobre Vespertine, João diz que: “Este trabalho é todo composto com belas misturas de lettering manuais, ilustração e fotos, munido ainda de um projeto tipográfico exclusivo. Tudo em perfeita fusão com a atmosfera do álbum. Foi um êxtase visual.” 

“Gosto muito da maneira como eles experimentam limites na tipografia. A elegância das escolhas. A liberdade da forma. E como conseguem ter ótimo tato e sensibilidade para dialogar com diversas marcas, artistas e estilistas; de Yohji Yamamoto a Louis Vuitton, de Kanye West a Björk, tudo soa muito como M/M Paris, mas também contém explicitamente o âmago de quem eles atendem. Acho impressionante eles conseguirem este equilíbrio com tanta liberdade. Agir de maneira autoral e super individual, mas ao mesmo tempo ir conceitualmente de encontro ao propósito comunicacional de cada cliente.” – Disse João sobre o que mais inspira em sua influência.

Quer ter acesso a mais obras? O instagram da agência está repleto de trabalhos dos artistas!

 

Stay tuned!

E aí, curtiu nossas indicações? Fique ligado que em breve traremos mais! Caso ainda não tenha acompanhado as outras edições desta série, clique aqui para conferir o primeiro capítulo dessa série, e aqui você pode conferir o segundo e conhecer mais designers gráficos para se inspirar.

E não se esqueça: siga a gente no Instagram para acompanhar nossos projetos e se inscreva também na nossa newsletter para não perder nenhum conteúdo de marketing digital e design gráfico!

Até a próxima!

 

Texto: Igor Vazz, Victor Camargo e João Filho | Revisão: Lorena Anjos | Imagens: João Filho