Criatividade e originalidade não surgem da noite pro dia, por isso, para criar identidades visuais e projetos autênticos, a equipe do Studio61 baseia-se em referências de designers gráficos a todo momento. E que tal saber quais são essas inspirações?

Influências por toda parte

“Nada se cria, tudo se copia”. Quem nunca ouviu essa frase? Famosa ela é, mas será que verdadeira também?

Hoje em dia, somos impactados por centenas de informações a todo o momento e como cada uma delas ganha espaço no nosso cérebro, mesmo inconscientemente, poderíamos arriscar dizer que nenhuma criação humana é 100% original. Para o que é realmente copiado, usa-se um termo específico: plágio. Porém, ao ressignificar o ditado mencionado acima, podemos dizer que nada é verdadeiramente criado, mas sim produzido a partir de estudos, pesquisas, busca por referências e influências, partes fundamentais do processo criativo.

O processo criativo

A tarefa de um criador não é fácil: é preciso produzir algo diferente, original, atrativo e que reflita seu propósito. Para fazer trabalhos de design gráfico, por exemplo, é fundamental realizar um estudo de referências artísticas e ter vasto repertório para se inspirar antes de iniciar um projeto (plataformas como Behance, Pinterest ou até mesmo o Instagram são maneira acessíveis de realizar estas pesquisas). Desta maneira, uma criação é, por vezes, o resultado de um mix: a tipografia inspirada em um profissional, as ilustrações e as cores em outro e por aí vai… 

Para nós do Studio61, que amamos navegar pelos mares do branding e do design gráfico, ter uma bagagem lotada de profissionais que admiramos e nos inspiram é essencial para a realização de muitos projetos. E como tudo que é bom deve ser compartilhado, iniciamos a série “Influências S61”, abrindo nossas portas e convidando você a conhecer um pouco mais sobre nosso universo.

Hoje trazemos três profissionais -cada um com seu estilo e características marcantes- que podem inspirar você também. Embarque com a gente nesta viagem!

Otl Aicher

Para estrear a série, nossa primeira boa influência é Otl Aicher: ninguém mais, ninguém menos que um dos maiores designers gráficos do século XX. Aicher foi responsável por dirigir a identidade visual da Olimpíada de Munique, um de seus maiores projetos, que reflete pura sofisticação e vanguardismo. Pôsteres, tíquetes, medalhas, mascote, tudo foi tratado com imenso cuidado, coerência e carinho. Confira aqui mais sobre o assunto! 

“Sempre que construo uma sinalização, pictograma ou marca, tem um tanto do profundo impacto que este projeto causou na minha cabeça de moleque entusiasta do design”, conta João, membro da nossa equipe de arte. 

Além deste, Aicher tem diversos outros trabalhos que merecem notoriedade e são fontes de inspiração para seus admiradores. Vale a pena conhecer mais sobre ele!

Bao T. Nguyen 

Com estilo mais contemporâneoque expressa dinamicidade e inclui as artes em 3D, Bao T. Nguyen é um designer gráfico americano que também nos chama muito a atenção. O cara é fera e já chegou a participar até mesmo de alguns games e criar logos para as empresas fictícias do mundo virtual do Homem-aranha de 2018 (Insomniac, PS4) e Sunset Overdrive (Microsoft, Xbox). Os elementos de suas criações fazem qualquer um querer fazer parte da composição e adentrar em seu universo, muitas vezes colorido e chamativo. Veja aqui o portfólio do artista.

Bao nas palavras do Breno, membro da nossa equipe: “Ele é um mistério. Nunca encontrei muito sobre ele a não ser os trampos. Eu me encanto especificamente com o estilo – esse aspecto racing e, às vezes, cyberpunk – e sua maneira de aplicar aquilo que produz na parte de design gráfico para o 3D: carros, embalagens, roupas, etc… Também me impressiona a quantidade absurda de protótipos de logotipos produzidos para alguns projetos. Esse cara é a minha maior referência no momento.”

Colagem com artes de Bao T. Nguyen

Martina Flor

Por último, mas não menos importante está Martina Flor, uma designer especializada em lettering, que realiza desenhos personalizados para projetos de revistas, editoriais e agências. Basta olhar para um de seus trabalhos e encantar-se com os detalhes e a originalidade contidos em cada composição desta profissional argentina. As cores azul e salmão fazem parte da maioria de seus projetos, assim como as formas arredondadas e serifadas das letras, tornando seu estilo facilmente identificável. Confira aqui seu portfólio e torne-se mais um admirador!

“Gosto bastante das composições tipográficas criadas por Martina e de como ela conseguiu desenvolver uma identidade marcante para seu trabalho.” conta nosso colega Raul.

Colagem com artes de Martina Flor

Vem mais por aí!

E aí, curtiu? As personalidades deste trio foram as primeiras Influências S61 que temos o prazer de compartilhar com você. E vem muito mais por aí! Acreditamos que conhecimento nunca é demais e, principalmente para quem trabalha com criação, estar sempre buscando por referências artísticas é uma ótima maneira de aprimorar-se e manter a mente sempre aberta a novas ideias. Para saber como essas influências refletem em nosso trabalho, siga-nos no Behance e acompanhe nosso blog para ficar sempre por dentro das novidades. Até a próxima!